Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó Srª Engenheira!

Engenheira civil com uma grande afinidade com a sustentabilidade. Nesta minha casa virtual quero partilhar convosco o mundo da construção de uma forma acessível e agradável, a pensar no conforto de todos e no ambiente.

Ó Srª Engenheira!

Engenheira civil com uma grande afinidade com a sustentabilidade. Nesta minha casa virtual quero partilhar convosco o mundo da construção de uma forma acessível e agradável, a pensar no conforto de todos e no ambiente.

O futuro da construção civil

No outro dia, quando estava em obra, falava com o carpinteiro sobre o volume de trabalho que estamos a sentir. "Eu tenho uma equipa de 15 trabalhadores e quase só tenho um por cada obra. Há falta de carpinteiros e olha, vou aproveitando, porque daqui a nada, isto acaba oura vez." - dizia ele.

 

Olhando para a equipa da empresa onde trabalho, temos meia dúzia de jovens portugueses (na casa dos 30 e 40 anos), os outros são de nacionalidade brasileira que vêm em busca de legalização e outros são mais velhos, têm anos de trabalho na construção e estão a desejar a reforma para aliviar o sacrificio que fazem diariamente. Mas são estes, que neste momento estão a garantir que a construção se faça e se faça bem.

 

A geração anterior à minha não vai querer entrar neste mundo de trabalho manual quando têm todo um mundo digital pela frente. É um cenário que fará temer o futuro da construção civil pois é certo que a construção é feita de ciclos e naturalmente, mais ano menos ano, teremos um decéscimo de obras e portanto um factor motivador para procurar trabalho noutras áreas. 

 

Seria importante repensar a forma como se mostra a construção civil às gerações aos mais jovens e aliar  mundo digital aos métodos construtivos e a novas tecnologias para que a construção se continue a fazer cada melhor e se torne numa carreira profissional.

 

construction-young.jpg

 

 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Srª Engenheira 26.11.2019 20:07

    Olá, muito obrigada por passares por aqui. Óptimo tema e muito importante pois a construção não é bem vista pelos jovens e cada vez há menos bons executantes e sabedores da arte.
    Não sou conhecedora do tema mas por exemplo, poderás sondar as ordens, Ordem dos Engenheiros e Ordem dos Engenheiros Técnicos e Ordem dos Arquitectos, para procurar uma resposta mais tecnica. A AECOPS é uma associação de empresas do ramo, dá muitas formações e cursos, pode ser um meio para averiguar a faixa etária dos formandos. As próprias empresas de construção, para perceberes quais as faixas etárias predominantes e se conseguires uma entrevista em obra com os colaboradores e perceber a razão das suas escolhas melhor ainda.
    Por exemplo na empresa de construção onde trabalhei a faixa etária dos 25 aos 35 era muito baixa, posso dizer que portugueses eram só 3,e brasileiros e africanos eram se calhar próximo de 10,talvez, mas para estes foi a maneira mais fácil de se legalizarem, muitos deles acabaram por encontrar outros trabalhos.
    Em termos de empresas construtoras dou só o alerta que as coisas nesta altura estão muito apertadas, muito trabalho e muitos prazos a cumprir, poderá ser mais difícil uma entrevista ou responder a questionários mas aí terás que entrar o teu poder de argumentação e persuasão.

    Espero ter ajudado, se precisares de mais alguma coisa, posso tentar ajudar. Envia-me email se te der mais jeito.

    Obrigada
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 06.12.2019 11:24

    Olá :) Muito obrigada pelas dicas! Vou tentar a minha sorte e tentar entrar em contacto com estas entidades...
    Obrigada.
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.